Itanhaém será beneficiada pelo programa “Acolhe SP” do Governo do Estado

APOIO – A iniciativa oferecerá R$300, durante seis meses, às famílias em situação de vulnerabilidade, cadastradas no CadÚnico, que perderam ao menos um integrante da família por Covid-19

A cidade de Itanhaém será beneficiada pelo programa “Acolhe SP” do Governo do Estado. Lançada na manhã da última terça-feira (29), a iniciativa oferecerá R$300, durante seis meses, às famílias em situação de vulnerabilidade, cadastradas no CadÚnico, que perderam ao menos um integrante da família por Covid-19, podendo ser filhos, cônjuges, pais e outros, desde que o óbito tenha ocorrido dentro do núcleo familiar.

No anúncio do “Acolhe SP”, durante evento no Palácio dos Bandeirantes, a Administração Municipal foi representada pelo vice-prefeito e secretário de Governo, Rodrigo Dias, e o Secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Hugo Di Lallo.

“Esse é mais um programa social voltado às famílias vulneráveis do nosso município, e que foram afetados pela pandemia. Agradecemos ao Governo do Estado pelo apoio e aproveito para informar, que em breve, mais investimentos na área social estarão disponíveis à população”, afirmou o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social.

Para confirmar se possui direito ao benefício, o cidadão deve acessar o site https://www.bolsadopovo.sp.gov.br/portal/elegiveis/SP_Acolhe e fazer a consulta informando o número NIS. A primeira parcela do SP Acolhe deve ser paga a partir de 20 de julho de 2021.

Não é necessário apresentar documentos para comprovar a morte do familiar. A seleção dos beneficiários será realizada a partir dos dados disponíveis nos cadastros sociais (CadÚnico) cruzados com cadastros de óbitos da Secretaria de Saúde. Basta fazer um adicional de dados, como telefone e endereço para correspondência.

“O nosso Governo é um Governo humano, que se dedica e prioriza todas as suas ações aos mais pobres. É um programa inédito no Brasil, que vai atender até Dezembro, famílias que tiveram seus entes perdidos para a COVID-19”, disse o Governador do Estado, João Doria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *