14ª edição do Festival Regado a Reggae acontecerá dias 23 e 24 deste mês

VIBE POSITIVA – Afrodizia, Big Up, Herança Negra, Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, Solano Jacob e Viberoots agitarão o final de semana

Vem aí a 14ª edição de uma das atrações mais importantes no gênero do reggae no Brasil. O Festival Regado a Reggae, evento mais aguardado do Verão de Itanhaém, agitará a Praia dos Pescadores a partir das 18 horas nos dias 23 (sábado) e 24 (domingo), com as bandas Afrodizia, Big Up, Herança Negra, Orquestra Brasileira de Música Jamaicana e Viberoots. Além dos shows, o evento contará com Djs Zambol (feat Kuki Lughon) e Dj Adimi.

São 13 anos de história, mais de 80 shows, público acima de 140 mil pessoas e muita energia positiva. O Festival Regado a Reggae já revelou grandes nomes da cena nacional e reuniu nos palcos algumas das maiores vozes do reggae nacional e internacional.

A abertura do evento está marcada para as 18 horas e ficará por conta da banda Herança Negra. Formada em Vitória (ES), o nome deriva de uma fusão do reggae com rap, rock, eletrônico e MPB, que promete levantar o público com seus sons vibrantes. A banda traz ainda um single lançado em agosto de 2018 nomeado “Segue o Baile”, um groove pulsante que tem a participação de Da Ghama, um dos fundadores da banda Cidade Negra.

Às 19h30 quem sobe ao palco é o Afrodizia, banda que soma 18 anos de estrada e coleciona três turnês internacionais pela Europa com mais de 70 shows realizados em países como França, Eslovênia, Suíça e Áustria. Atualmente, a banda se prepara para o lançamento de seu novo projeto “Reggaelização”, um álbum que conta com 16 sons inéditos e a participação de grandes ícones da música mundial em um projeto diferenciado com o intuito de conectar o mundo por meio da música. O grupo já emplacou músicas de seus álbuns em grandes redes de comunicação como “Montanha da Paz”, na novela Malhação (2000), da Rede Globo.

Logo depois, às 21 horas, é a vez da banda Big Up. Nascida na Zona Sul de São Paulo, o trio que une reggae e rap com a música brasileira suingada já tem dois EPs e lançou recentemente o álbum Uni-Versos. Formada por Pierro um rapper, Grilo um reggae man e Gabriel que é músico, a Big Up é o reggae que ouve o Brasil. O último álbum lançado tem como single a música “Xangô”, que foi reproduzida em grandes redes de rádio como a Mix FM, Jovem Pan e Transamérica.

No domingo (24), os shows continuam e às 18 horas, o público contará com a apresentação da banda Viberoots, resultado de uma união entre amigos que por meio do reggae manifestam suas mensagens de positividade, paz e amor. Próximo a completar 10 anos de trajetória, a Viberoots já dividiu palco com bandas do cenário nacional, como Planta e Raiz, Chimarruts, Maneva, Ponto de Equilíbrio, Mato Seco e outras. As canções misturam-se entre covers e verões criadas pelos integrantes. Em 2017 lançou um novo disco intitulado “Nossa união é o nosso respeito” composto por dez músicas autorais.

Mais tarde, às 19h30, será a vez do cantor Solano Jacob subir ao palco. Grande influência no cenário do reggae nacional que, além de músico, é professor e escritor. Há mais de 15 anos Solano coleciona experiências únicas com participação nos principais eventos de reggae no Brasil e também no exterior. Sua carreira solo iniciou em 2008, ano em que lançou seu primeiro projeto “A Fé e a Razão”, álbum composto por 12 faixas e um livro do mesmo título. Um novo álbum foi lançado em 2012 intitulado “O Santuário da Família”, fruto de dois anos de pesquisas sobre o modelo de família atual.

O encerramento da 14ª edição do festival ficará por conta da Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, que se apresentará às 21 horas e tem como objetivo principal fazer o público dançar. Diferentemente do que todos pensam sobre orquestra, os integrantes reproduzem de maneira divertida versões de clássicos da música brasileira em ritmos jamaicanos criados nas décadas de 50 e 60. Ska, Rocksteady e o Early Reggae são alguns dos dançantes ritmos que permeiam na Orquestra. A OBMJ também apresenta músicas autorais que fazem parte do repertório da banda, como “Ska Around the Nation” o single mais conhecido. Em 10 anos de história, a orquestra tem mais de 300 shows realizados, turnê no exterior, participações de grandes artistas como Samuel Rosa, Nando Reis, Andre Abujamra, Bnegão, Paralamas do Sucesso, Zeider Pires (Planta & Raiz), dentre outras grandes conquistas.

EDIÇÃO

A atração foi realizada pela primeira vez em 2005 e já trouxe mais de 60 shows para Itanhaém. Já se apresentaram nestes mais de 10 anos os melhores artistas nacionais e internacionais, como Original Wailers (Jamaica), Cidade Negra, Pato Banton, Quino (Big Mountain), Chimarruts, Planta e Raiz e Afrodizia. No ano passado, as principais atrações foram Maskavo, Tribo de Jah e as cantoras Rica Newell e Queen Omega.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *