Retomada da economia é prioridade no segundo semestre em Itanhaém

INCENTIVO – “É necessário estimular o desenvolvimento econômico e apoiar o empreendedorismo”, destaca o prefeito.

A área da saúde recebeu atenção especial da Administração Municipal no primeiro semestre de 2021. O agravamento da pandemia no início do ano obrigou o gerenciamento das prioridades e a adoção de medidas emergenciais para superar a segunda onda de contaminações por Covid-19. Com o avanço da vacinação houve redução dos índices da pandemia, o que permite vislumbrar um cenário de reaquecimento da economia no segundo semestre.

Em entrevista para a imprensa regional, o prefeito Tiago Cervantes enfatizou que a retomada da economia é a prioridade para o segundo semestre. “Não temos dúvida de que o mercado do turismo será o grande vetor de recuperação da economia local”, disse.

Segundo ele, a gestão atua em dois importantes projetos de revitalização de pontos turísticos, como a Praia dos Pescadores e o Morro do Paranambuco, principais pontos de visitação. “E já estamos trabalhando no planejamento de eventos esportivos e culturais para serem realizados assim que as condições sanitárias permitirem”, afirmou.

O prefeito reforçou, ainda, que “é necessário estimular o desenvolvimento econômico e apoiar o empreendedorismo”. Já estão em andamento estudos para atualizações da legislação que trata da construção civil e da ocupação do solo, além da adoção de novos procedimentos para dar mais celeridade ao licenciamento de obras particulares.

Em outra frente, a Administração Municipal trabalha na implantação de plataformas online de suporte aos empreendedores para programas de microcréditos, além de estimular a recolocação profissional com a oferta de cursos gratuitos por meio de convênios com o Governo do Estado, Centro Paula Souza, pelas parcerias com o SEBRAE, SENAI e SENAC e também cursos que estão sendo contratados pela própria administração. “Além disso, ampliamos diálogo em torno das políticas públicas voltadas à empregabilidade com a retomada do Conselho Municipal do Trabalho, Emprego e Renda, que une os setores público e privado na mesma mesa de discussões”, destacou Cervantes.

OBRAS PÚBLICAS – Investir na infraestrutura é outra aposta do governo para a geração de emprego e renda. Atualmente, são mais de R$ 9,5 milhões em obras (76 concluídas e em execução em 2021). Para os próximos meses, já estão licitados R$ 3,8 milhões em novas intervenções, com foco na drenagem urbana. Na última semana, foram anunciadas obras de ampliação da Unidade de Saúde da Família do Jardim Coronel e reforma da USF do Gaivota. Outros prédios públicos passarão por readequação, como o Posto de Atendimento da Assistência Social do Jardim América e do prédio que abriga o CRAS e a Administração Regional do Gaivota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *