5 coisas que você não sabia sobre o uso da Carboxiterapia

Aprovado para uso estético apenas em 2001, o procedimento é versátil, porém pouco conhecido

A onda de tratamentos estéticos cada vez mais inovadores, se intensificou muito mais durante os últimos anos. Durante a pandemia, as pessoas vêm se virando mais para si, dando atenção para o self care e à autoestima.

 Nesta área os tratamentos não invasivos brilham, já que possuem diversas vantagens em relação a cirurgias. “Acredito que eles vêm ganhando cada vez mais espaço por conta do resultado rápido e mais natural que trazem,” comenta Mariane De Chiara, enfermeira esteta e diretora da Clínica Chiquetá, especializada em procedimentos do tipo.

Para Mariane, um dos grandes destaques entre os mais pedidos por seus pacientes é a Carboxiterapia, que é a injeção do gás carbônico.

“Pode parecer estranho, já que o CO2 está geralmente atrelado a assuntos negativos, mas neste caso se trata do gás em sua forma medicinal, que afeta os tecidos da pele de maneira extremamente positiva, em vários aspectos,” ela explica.

A especialista ainda destaca que o tratamento é muito versátil e pode ser aplicado em diversas partes do corpo, inclusive no rosto, além de ter um resultado acelerado. “De 10 a 15 dias depois da primeira sessão já pode ser notada uma melhora, e após o conjunto de todas as 10 sessões, podemos ver resultados bem surpreendentes.”

Ela esclarece que, pelo CO2 incentivar o próprio organismo a estruturar melhor a pele, ele progressivamente vai trabalhando no corpo, mesmo depois de terminado o tratamento.

Por ser um procedimento recente no mundo da estética, aprovado mundialmente apenas em 2001, e pouco conhecido pelo público, Mariane comenta os 5 melhores usos da Carboxiterapia:

  1. Queima a gordurinha localizada

O CO2 medicinal é injetado, neste caso, no tecido adiposo, onde ficam armazenadas as células de gordura, e vai fazer com que se desfaçam e sejam aproveitadas de outra maneira pelo organismo em vez de ficarem paradas em um só lugar.

  1. Elimina a celulite

A Carboxiterapia incentiva a ‘respiração’ das células, ou seja, melhora o fluxo sanguíneo e aumenta muito a oxigenação. Isso faz com que elas se renovem e produzam mais colágeno, aumentando a firmeza e trazendo aquele aspecto lisinho.

  1. Preenche as estrias

Para este tratamento, aplicamos o CO2 diretamente na estria com uma agulha bem fininha. O que acontece então é um estímulo de moléculas conjuntivas, responsáveis pela criação de pele nova, que irão preencher esse espaço, quase como uma cicatrização.

  1. Reduz as olheiras

O CO2 é usado também na medicina como forma de diminuir inflamação. Neste caso, quando aplicado abaixo dos olhos vai eliminar aquela bolsinha chata. Por aumentar a produção de colágeno e produzir células novas, também vai clarear a região.

  1. Aumenta a produção de fios de cabelo

Para a calvície, são feitas injeções diretamente na área afetada do couro cabeludo. O CO2 medicinal vai abrir os vasos sanguíneos da cabeça, aumentando a oxigenação. Isso melhora a circulação, eliminando toxinas no local, e acelerando o metabolismo dos folículos capilares, que irão trabalhar novamente, fazendo com que o cabelo cresça mais forte.

Sobre a especialista:

Mariane De Chiara é formada em enfermagem, com experiência no setor público de saúde. Com especialidade voltada a Estética fundou a Clínica Chiquetá em 2012, no ABC Paulista.

COREN-SP: 236415

Facebook: Clínica Chiquetá Instagram: @clinicachiqueta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *