Vistoria aérea é realizada pela Prefeitura de Praia Grande em locais de preservação ambiental

Ação foi parceria com o Radiopatrulhamento Aéreo e Polícia Militar Ambiental

A Prefeitura de Praia Grande realizou mais uma importante ação no combate a novas invasões e construções irregulares de submoradias. Vistoria aérea que contou com a utilização de um helicóptero atualizou o mapeamento das 18 áreas de preservação ambiental que estão sendo monitoradas diariamente na Cidade. O trabalho ocorreu na manhã desta sexta-feira (25), através de parceria entre a Administração Municipal, o Radiopatrulhamento Aéreo e a Polícia Militar Ambiental.

Participaram do voo a prefeita de Praia Grande, Raquel Chini, o secretário de Habitação da Cidade, Anderson Mendes, e também representantes dos órgãos de segurança que estão apoiando as ações do Município nesse combate às invasões.

Durante cerca de uma hora as 18 áreas foram vistoriadas. Do alto foi possível verificar com exatidão as submoradias existentes nessas áreas. Também foram visualizadas as medidas preventivas da Prefeitura, como a atuação do Grupamento Ambiental da Guarda Civil Municipal e também a instalação de barreiras New Jersey foram colocadas em prática.
“Agradeço a parceria com os órgãos de segurança. Fizemos uma reunião na semana passada com todos envolvidos e já colocamos em prática algumas ações. Reforço para as pessoas que querem se aproveitar de forma indevida dessas áreas que a Prefeitura de Praia Grande não deixará isso acontecer. Todos são bem-vindos na Cidade, desde que venham para cá de forma correta e sem infringir as leis e regras”, afirmou a prefeita do Município, Raquel Chini.

A Prefeitura criou uma comissão especial que levantou 18 áreas prioritárias de atenção, inseridas em 10 bairros da Cidade. São eles: Nova Mirim, Melvi, Antártica, Princesa, Ribeirópolis, Vila Sônia, Tupiry, Samambaia, Esmeralda e Cidade da Criança.

Na quarta-feira (23), uma força-tarefa ocorreu no Bairro Nova Mirim. A ação serviu também para aprimorar o mapeamento e reforçar o processo de congelamento da área, que é reconhecida como de preservação ambiental. Um cadastro socioeconômico foi efetuado com as famílias presentes no local.

“O voo de helicóptero desta sexta foi importante porque comprovou de forma eficiente os dados para que possamos programar novas forças-tarefas. Esse trabalho seguirá sendo efetuado de forma intensa na Cidade”, disse o secretário de Habitação, Anderson Mendes.

Satélite – Os trabalhos na Cidade contam com um importante aliado, um satélite da Polícia Federal que disponibiliza diariamente imagens das áreas que são monitoradas. O Município, que assinou convênio do Programa Brasil MAIS – Meio Ambiente Integrado e Seguro – com o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) relacionado ao serviço, é o primeiro da região a utilizar a moderna ferramenta. Monitoramento através de drones do Grupamento Ambiental também fazem parte das ações.

Câmeras – Praia Grande também utiliza as câmeras do Centro Integrado de Comando e Operações Especiais (Cicoe) neste monitoramento. São 28 equipamentos do tipo direcionados de forma específica para as áreas, algumas delas com a tecnologia OCR (sistema de reconhecimento de caracteres).

Denuncie – Em Praia Grande, munícipes que flagrarem atividades irregulares deste tipo podem denunciar essas infrações através dos telefones 153 (Guarda Civil Municipal) e o 162 (Ouvidoria Municipal).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *