Dia das Mães: Startup estimula empatia com pessoas que perderam a mãe

Com mais de 375 mil mortes pela pandemia no país, Yuool faz ação para evitar que filhos que perderam as mães sejam impactados por campanhas em homenagem à data e propõe que outras marcas adotem iniciativa

O Dia das Mães de 2021 será marcado por tristeza para muitos brasileiros que perderam quem amavam para a Covid-19. E o sentimento pode ser intensificado com as ações de marketing que a data envolve e que tendem a atingir praticamente todo mundo, em qualquer canto. Foi tentando evitar isso que a Yuool, startup que vende conforto através de calçados, lançou a campanha #empatiadiadasmaes.

“Como a data pode ser delicada para algumas pessoas, quem não quiser receber informações sobre a ocasião pode pausar a comunicação que tem com a gente. Ou seja, clicar para não receber mais e-mail marketing sobre o assunto e ocultar as postagens no Instagram/Facebook”, explica Eduardo Mendes Rocha, sócio da marca. Ele acrescenta que o gesto de empatia já existia na empresa antes, mas este ano se mostra ainda mais fundamental. “Quando pensamos na quantidade de gente que perdeu a mãe na pandemia, imaginamos como a data pode ser difícil. Por isso, é o mínimo que podemos fazer”. 

A campanha entrou no ar com um mês de antecedência do Dia das Mães, quando a startup começa a falar sobre o assunto e divulgar as apostas que os filhos devem fazer para garantir o presente ideal às mães. Com pouco tempo no ar, a ação já surpreendeu. “Recebemos muitos feedbacks de pessoas que viram na iniciativa da Yuool o carinho e cuidado que tanto se espera em um momento como o que vivemos”, revela Eduardo. 

O objetivo agora, garante, é que outras empresas se envolvam na campanha para que, de fato, as pessoas possam ser poupadas de qualquer referência a uma data que podem não querer celebrar. “As mudanças nas relações de consumo mostram que ninguém vende mais um produto por si só. Se a empresa não tiver valores claros, um propósito definido, e transparência com seus clientes, ela não se sustenta. Ações de marketing são bem-vindas e necessárias, mas desde que os consumidores queiram recebê-las”, finaliza. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *