Praça ecológica é inaugurada em Praia Grande

Evento teve também entrega de duas ambulâncias para o SAMU

A Prefeitura de Praia Grande entregou na quinta-feira (16) as obras de remodelação da Horácio de Oliveira Netto, no Bairro Guilhermina, também chamada por Praça Ecológica. Na oportunidade foi realizada também a entrega de duas ambulâncias para SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O evento, que teve a presença do prefeito Alberto Mourão e presidente do Fundo Social de Solidariedade Maria Del Carmem Padin Mourão, faz parte da programação comemorativa alusiva aos 53 anos de emancipação político-administrativa da Cidade, a se completar no próximo dia 19 de janeiro.

“Não é só uma praça, mas também um espaço pedagógico onde deixamos uma mensagem, que é a necessidade do desenvolvimento sustentável. E como aconteceu nos demais equipamentos do tipo construídos pela Prefeitura, será uma área de lazer para a comunidade, onde pais e responsáveis encontrarão um espaço mais seguro para suas crianças brincarem e também um ponto de encontro para socializarem com os demais moradores”, disse o prefeito.

O projeto da nova praça priorizou a sustentabilidade, eficiência energética e a acessibilidade. Como explicou a secretaria de Obras Públicas, Eloisa Ojea, no local foi instalada fonte interativa para estimulação sensorial, com jatos d’água de reuso e focos de luz no piso, que criarão efeitos e movimentos de acordo com uma sequência estabelecida de evolução sincronizada. “Também foram colocadas árvores solares, que possibilitarão o carregamento de aparelhos eletrônicos. Postes com iluminação de LED alimentada por energia solar, reabastecidas ao longo do dia, irão realizar a iluminação noturna”.

Angela Marques da Silva trouxe seus dois filhos (de 6 e 9 anos) para brincar na nova praça. Apesar de residir em São Paulo, disse ter adorado a novidade. “Tenho apartamento aqui perto e achei lindo o lugar. Os brinquedos também são muito agradáveis, inclusive até estranhei, mas depois vi uma criança deficiente (cadeirante) brincando e entendi que são brinquedos com acessibilidade. Fiquei até emocionada de ver todas juntas se divertindo. Com certeza vou frequentar muito esta praça, sempre que estiver aqui”.

O local recebeu ainda piso permeável drenante, que auxiliará na captação e encaminhamento por meio de calhas instaladas no solo, das águas das chuvas, que serão reaproveitadas. As vias arredores também passaram por mudanças: a lateral da praça e trecho da Rua Leme serão recapeadas com bloquetes intertravados de concreto, ampliando a área de circulação compartilhada para pedestres, ciclistas e veículos, por isso a velocidade máxima no local será reduzida.

Para o autônomo Vanderlei Gomes da Costa, morador do bairro, o novo espaço deixou o bairro ainda melhor: “É uma praça muito bonita, que embelezou ainda mais o nosso bairro e tem um detalhe: traz uma mensagem importante, que é a necessidade de ações que permitam o desenvolvimento sem comprometer ainda mais nossos recursos naturais, como a reciclagem e reaproveitamento de matérias e da água, por exemplo. Acho muito importante essa mensagem representada por esta praça”.

Complementando os serviços, os muros da Escola Estadual Dr. Abrahão Jacob Lafer, localizada em frente à praça, também foram revitalizados. O local recebeu 20 desenhos que foram selecionados por meio de voto popular dentro do Concurso Cultural “Evoluir de Forma Sustentável”. A obra de arte a céu aberto integra ao serviço de remodelação da Praça, que fica em frente à escola.

Os desenhos selecionados foram divididos em quatro categorias: ar, fogo, água e terra. A responsabilidade de transmitir a arte do papel para o muro da escola ficou a cargo do artista plástico, Gilberto Evangelista de Araújo. Acompanhado da esposa, a também artista plástica, Sheila Jesus da Silva Araújo, o artesão utilizou de técnicas como o cubismo e o expressionismo para repassar a intenção que alunos e comunidade tentaram passar em cada gravura.

Ambulâncias – Também fez parte do evento a entrega de duas novas ambulâncias de suporte básico para o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Os veículos são oriundos de recursos federais e vão substituir veículos mais antigos da frota.

As unidades possuem sinalizador ótico e sonoro, maca com rodas articuladas, suporte para soro, instalação de rede de oxigênio com cilindros, válvula, manômetro, O2 com régua tripla e fluxômetro e sistema de aspiração a vácuo.

A Cidade conta com três bases do Samu: localizada em área anexa ao Hospital Irmã Dulce, na Av. São Paulo s/nº, fica a Base do bairro Boqueirão; na Avenida Ministro Marcos Freire, s/nº (no PS Quietude) fica a base Quietude e na Avenida Diamantino da Cruz Mourão, junto à Unidade de Pronto atendimento (UPA), a do Bairro Samambaia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: