Pronampe pode socorrer estabelecimentos que passam por crises econômicas

Para a FBHA, a linha de crédito poderá auxiliar na recuperação do empresariado. Além disso, a entidade defende que o aumento do desemprego poderá ser evitado com a disponibilização do recurso

No início de março, a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) solicitou, juntou às entidades parceiras do segmento, a manutenção das ações implementadas no início da pandemia, em 2020. O pedido teve o intuito de possibilitar a recuperação econômica do empresariado e, além disso, evitar o aumento do desemprego no país.

Entre as medidas apresentadas, o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) foi pautado como um importante recurso para as atividades trabalhistas. Com isso, o PL 767/2021, que busca prorrogar por seis meses o pagamento das parcelas das linhas de crédito, foi bem recebido pelos empresários voltados para o ramo de hotéis, bares, restaurantes e similares que, por sua vez, acumulam grandes prejuízos desde a chegada do coronavírus ao Brasil.

“Com o Projeto de Lei do senador Luis Carlos Heinze (PP-RS), estamos dando um grande passo para socorrer os estados e municípios que sofrem com essa nova onda da Covid-19. Ano passado, graças às linhas de crédito, conseguimos evitar o fechamento de muitas empresas”, explica Alexandre Sampaio, presidente da FBHA.

Segundo Sampaio, sem essa prorrogação que está sendo pautada, a realidade será muito dura e, consequentemente, gerará um número significativo de falências, pois os estabelecimentos terão que arcar com altos custos de dívidas sem a possibilidade de obter receita, em virtude da restrição de suas atividades.

“O crédito é muito importante para o capital de giro. Nesse momento, em que o empresário precisa comprar mercadorias, pagar impostos e fornecedores, dar conta da folha de pagamento, entre outros compromissos, o crédito assume um papel ainda mais importante. Isso sem contar que o faturamento das empresas foi muito atingido desde o início da pandemia”, pontua.

Entenda o auxílio

O Pronampe foi criado pela Lei 13.999, de 2020 para funcionar como um sistema de crédito emergencial. Atualmente, tramita no Congresso Nacional o PL 5.575/2020, que o transforma em política permanente. O texto foi aprovado no Senado no dia 10 e ainda precisa ir à votação na Câmara dos Deputados.

Sobre a FBHA – A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) é uma entidade sindical patronal constituída com a finalidade de coordenação, defesa administrativa, judicial e ordenamento dos interesses e direitos dos empresários da categoria e atividades congregadas.Integra a chamada pirâmide sindical, constituída pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), pela própria FBHA, pelos Sindicatos e pelas empresas do setor.

É uma das maiores entidades sindicais do país e tem representação nos principais órgãos, entidades e conselhos do setor empresarial e turístico do Brasil, tais como o Conselho Nacional de Turismo (CNT), do Ministério do Turismo, ou o Conselho Empresarial do Turismo (Cetur) da CNC. 

Está presente em todas as regiões, através de 67 sindicatos filiados. Representa em âmbito estadual e municipal cerca de 940 mil empresas, entre hotéis, pousadas, restaurantes, bares e similares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *