Sebrae-SP estimula o uso de permutas para micro e pequenas empresas reerguerem seus negócios

Parceria com a plataforma de permutas multilaterais XporY.com busca reduzir o custo de operação e possibilidade para que empresas afetadas pela crise do novo coronavírus possam escoar produtos e movimentar caixa

Após ser aprovada em edital e processo rigoroso de avaliação, a XporY.com passa a ser plataforma credenciada pelo Sebrae-SP para as micro e pequenas empresas trocarem produtos e serviços. O termo de parceria foi assinado no final de 2020 com expectativa de que seja um motor para movimentar os pequenos negócios, que tiveram em média queda no faturamento de 40% no Brasil após a pandemia. A constatação foi da pesquisa “O impacto da pandemia de coronavírus nos pequenos negócios”, realizada pelo Sebrae entre 27 e 31 de agosto, feita com 7.586 empresários de pequenos negócios dos 26 Estados e Distrito Federal.

De acordo com o edital do Sebrae-SP, as permutas são uma forma de as empresas reduzirem o custo de operação e uma possibilidade para que os empreendedores possam escoar a produção parada. Também é uma forma de potencializar a geração de negócios e de se promover a inclusão digital de pequenos e médios empreendedores, especialmente durante o período em que o país ainda enfrenta a pandemia do coronavírus. Apesar de a assinatura ser com o Sebrae-SP, o contrato permite que o Sebrae nacional e outros regionais façam a adesão imediata.

“É uma parceria que representa uma grande vantagem para as micro e pequenas empresas, que é o nosso público-alvo. Podemos ajudar os empresários a superarem esse momento de adversidade”, destaca o sócio-fundador da XporY.com, Rafael Barbosa.

A XporY.com é uma plataforma digital de permutas multilaterais em que empresas e profissionais liberais podem ofertar seus produtos e serviços e fazer trocas. A cada venda, o empreendedor recebe o valor do produto em moeda digital própria da plataforma chamada X$, que tem valor equivalente ao Real – ou seja, cada R$ 1,00 equivale a X$ 1,00. Com o crédito, ele pode adquirir qualquer outro produto ou serviço disponível na plataforma. Atualmente, 10 mil membros usam a XporY.com.

Um dos exemplos de pequenos empreendedores que já foi beneficiado pela atuação da XporY.com durante a pandemia é a da microempreendedora individual e estilista de alta costura Yara Borges. Dona de um ateliê fundado há seis anos, ele teve que ficar três meses sem produção por ver os pedidos despencarem por conta do cancelamento de festas e eventos. Para superar a crise, Yara investiu na produção de máscaras de proteção facial e camisas masculinas e passou a ofertar os produtos pela plataforma de permutas. Com a receita, passou a pagar despesas fixas de casa. “Um dos meus principais custos é a mensalidade da faculdade EAD do meu esposo e consigo pagar em moeda virtual X$ que recebo pela comercialização das minhas peças na plataforma. Também estou fazendo um novo projeto de decoração para minha loja e com as permutas já comprei parte da marmoraria e itens de mobiliário”, conta. 

Rafael Barbosa reforça a credibilidade do processo que, segundo ele, durou cerca de oito meses. “Para o estabelecimento da parceria, a plataforma participou do processo de chamada pública, cumpriu os requisitos estabelecidos em edital e foi avaliada tendo, inclusive, passado por auditorias”, afirmou. A parceria entre as instituições será reavaliada a cada seis meses, numa duração máxima contratual de cinco anos. 

A XporY.com não tem custo de adesão e não cobra anuidades e nem taxas de manutenção durante todo o processo. “Somente na hora de consumir é que o permutante paga uma pequena taxa de 10% em real sobre o valor da compra”, detalha Barbosa. Os interessados podem acessar a plataforma de permutas multilaterais por meio de aplicativo, disponível para Android ou iOS, ou pelo site www.xpory.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: