Verão no Clima 2019: iniciativa mobiliza 16 municípios do litoral de SP

Ações ocorrem em 75 praias paulistas
O objetivo é estimular a educação ambiental, também por meio de mutirões

Promovida pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado, a campanha Verão no Clima 2019 busca promover a educação ambiental por meio de atividades esportivas e culturais, além de mutirões para a limpeza das praias, com a participação de voluntários, em todo o litoral paulista. A iniciativa é realizada de janeiro a março e está na segunda edição.

As ações ocorrem com o apoio de 16 cidades e englobam 75 praias. Os interessados em participar das ações do projeto podem se cadastrar pela internet. Na abertura oficial da campanha, realizada em São Sebastião, no dia 19 de janeiro, as equipes recolheram o lixo das areias no Balneário dos Trabalhadores.

“O evento tem uma expressão muito forte, pois representa o primeiro de uma série para tornar cada um de nós agentes multiplicadores no cuidado com o meio ambiente”, salienta o novo secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido.

“Se nós pudermos mostrar como é importante recolher um plástico, uma bituca de cigarro ou uma lata, as pessoas praticarão o ato não apenas na praia, mas em todos os locais. Pequenas atitudes são fundamentais para a preservação ambiental”, completa o secretário, que destacou a relevância da integração entre meio ambiente, recursos hídricos e energia.

Microlixo

Vale lembrar que evitar o consumo de produtos descartáveis e assumir a responsabilidade com os resíduos produzidos é a única maneira de acabar com o problema global e ajudar na proteção dos oceanos. De acordo com especialistas, o microlixo (composto por bitucas de cigarro, tampas de garrafas, canudos, entre outros) suja as areias das praias e é uma ameaça para a biodiversidade do ambiente costeiro e marinho.

“O lixo não tem fronteiras. Por isso, procuramos reunir meio ambiente, educação e cultura. A ação leva conscientização sobre os resíduos sólidos. O verão é o momento em que se evidencia a questão para a mudança de comportamento”, explica a coordenadora do projeto Verão no Clima, Malu Freire.

A campanha tem o objetivo de conscientizar a população sobre o descarte correto do lixo. As atividades são realizadas às sextas, sábados e domingos por mais de 300 monitores, que promovem corridas, caminhadas, mutirões de limpeza e exibição de filmes da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental.

“O Verão no Clima incentiva o exercício da cidadania. Por intermédio da educação, das atividades esportivas e culturais, cada um pode dar a contribuição para um ambiente mais sustentável”, avalia a presidente da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Patrícia Iglecias. O projeto também tem o apoio de entidades ambientalistas, universidades, institutos de pesquisa, comunidades pesqueiras e agentes do setor privado.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente de Cananeia, Erick Willy Weissenberg Batista, a educação ambiental é fundamental para produzir resultados positivos quanto aos resíduos no litoral. “O ser humano deve ser responsável pelo lixo que produz. Trata-se de uma oportunidade de sensibilização para a cidade, o Estado e o Brasil, por meio da campanha. O processo começa com a educação e passa pela responsabilização”, afirma o gestor.

Despoluição

A cidade de São Sebastião receberá, em abril, uma nova Estação de Tratamento de Esgoto que beneficiará cerca de 100 mil pessoas, entre moradores e turistas. As obras, que contemplam a Barra do Una e o Engenho, viabilizarão a implementação do sistema na Jureia, com previsão de início em março. A ação contribuirá com a despoluição dos rios Una e Cubatão.

Também em março, será renovado o convênio entre Ilhabela e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para tratamento do esgoto. O evento, promovido em parceria com a administração municipal, teve a participação de prefeitos de cidades litorâneas e representantes de organizações da sociedade civil.

Aplicativo

Antes de ir para o litoral, os usuários paulistas podem baixar gratuitamente o aplicativo da Cetesb no celular e verificar se a praia está própria ou imprópria para o banho de mar. Ao clicar no local escolhido, é possível receber informações sobre a rota para chegar, com distância e tempo de percurso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *