Vereador de Mongaguá denuncia sucateamento de frota própria da prefeitura

Após denúncia feita pelo cidadão Vitor Luis Rodrigues, o vereador Luciano Lara (Pode) solicitou ao Ministério Público que faça verificação sobre a destruição de veículos públicos para beneficiar empresas de locação de automóveis

Uma enorme quantidade de veículos, que compõe o patrimônio público municipal, foi deixado para apodrecer nos pátios da prefeitura de Mongaguá, visando, claramente, beneficiar empresas que realizam a locação desses tipos de automóveis.

Essa é a conclusão do vereador Luciano Lara (Pode), que ingressou no Ministério Público para que seja averiguada as responsabilidades sobre esse ato de improbidade administrativa. A reclamação foi levada ao conhecimento do vereador pelo cidadão Vitor Luis Rodrigues.

A imagem pode conter: 1 pessoa, tela e área interna
Vereador Luciano Lara.

“A população está cansada desse descaso. Há ambulâncias do SAMU destruídas, que dias antes do atual prefeito assumir a prefeitura com base em uma liminar, estavam em pleno funcionamento. Tem carros que foram adquiridos recentemente que também foram destruídos simplesmente para que o prefeito beneficie a locação desses materiais, onerando os cofres públicos”, destaca o vereador.

Conforme detalha o legislador, a prefeitura de Mongaguá tem um contrato de R$ 3.389.346,36 com uma empresa de locação de veículos e um outro de R$ 5.527.104,00 para locação de máquinas, caminhões e veículos pesados. Há também outros contratos de locações de ônibus e tratores nos montantes de R$ 1.691.190,00 e R$ 828.000,00, respectivamente.

“É muito dinheiro gasto com empresas terceirizadas enquanto a frota própria da cidade é destruída dia a dia sob essa administração”, desabafa Luciano Lara.

A reportagem tenta contato com a prefeitura. O espaço está aberto para manifestações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: