1win kazino glory-casino pin-up 1win pin-up pin-up
Notícias Corporativas

IA é alternativa para otimizar operações logísticas

Um estudo compartilhado pelo Data Centre Dynamics revelou que as soluções relacionadas à Inteligência Artificial (IA) estão entre as tendências do chamado “novo mercado”. Como prova disso, cada vez mais empresas vêm investindo em IA para otimizar as operações logísticas.

A IA, aliada ao Big Data – área do conhecimento que estuda como tratar, analisar e obter informações a partir de conjuntos de dados -, desponta como protagonista na busca por eficiência. A propósito, o mercado global de análise de Big Data está com expectativa de crescimento de 13% em CAGR entre 2024 e 2032, passando de US$ 348,21 bilhões para US$ 924,39 bilhões, de acordo com projeção publicada pela Fortune Business Insights.

Apesar disso, segundo Rogerio Gomes, CEO da WRG Marketing, muitas empresas ainda não entenderam de que maneira a IA pode ser usada em operações logísticas. Além disso, também é comum que haja dúvidas com relação às etapas em que este uso pode trazer mais resultados.

“A IA chegou para ficar e, hoje, é fundamental para otimizar as operações logísticas, permitindo a análise de dados em tempo real e a tomada de decisões ágeis para garantir eficiência e competitividade”, afirma.

“Esse olhar para o futuro tecnológico é fundamental para empresas que são líderes nos seus setores de atuação, como é o caso da SANCA Galpões”, considera Gomes.

Ele destaca que a IA pode ser usada em operações logísticas para otimizar o uso de combustível, prevenir contratempos e aperfeiçoar a coordenação dos motoristas.

“Além disso, a inovação tecnológica [IA] possibilita maior segurança para as operações logísticas, além de permitir enxugar gastos, promover a manutenção ágil e exata e estabelecer relações entre dados e decisões estratégicas”, complementa.

O setor de logística contribui para o crescimento econômico em uma ordem de grandeza comparável a setores considerados gigantes da economia brasileira, conforme informações de uma análise realizada pela Associação Brasileira de Operadores Logísticos (Abol).

De acordo com a entidade, em comparação a outros setores da economia, o setor de logística representa 2% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em termos de faturamento bruto, o que demanda a implementação de ferramentas que colaborem com a efetividade dos processos.

Na visão do CEO da WRG Marketing, ao integrar IA e Big Data, as empresas podem otimizar o uso de combustível, prevenir contratempos na logística, coordenar motoristas de forma eficiente e garantir a segurança nas estradas.

“A IA chegou como uma alternativa às buscas que fazemos na internet (como Futebol, Agência Web, Não Esqueci ou nova concursos) e, agora, está avançando para otimizar os processos das grandes empresas”, afirma.

1win mexico