Construções irregulares são inutilizadas no Bairro Antártica, na Praia Grande

Ação contou com o apoio da Sesurb e da Guarda Civil Ambiental

Com o objetivo de identificar e coibir ações clandestinas de desmatamento e ocupações irregulares em Praia Grande, a Prefeitura realiza trabalho diário de fiscalização de invasões em todos os bairros da Cidade. Nesta quarta-feira (14), o alvo da operação foi o Bairro Antártica.

Em vistoria rotineira da Subsecretaria de Controle Urbano (Contru) da Secretaria de Urbanismo (Seurb) foi constatado em área de preservação ambiental blocos de concreto e cercas de demarcação de lotes que, provavelmente, resultariam em uma futura edificação. Também foi encontrado no local um barraco de madeira.

Mediante constatação, as equipes trabalharam para inutilizar os blocos de concreto, retirar as cercas e demolir o barraco, possibilitando a recuperação da área. A Secretaria de Serviços Urbanos (Sesurb) e a Guarda Civil Ambiental colaboraram com a ação. É importante salientar que, nos casos em que o local está ocupado, é lavrado um boletim de ocorrência de crime ambiental e providências judiciais são adotadas para desocupação e demolição.

O agente de fiscalização, Ubiratan de Almeida Cunha, explica que o local é alvo de devastações ambientais constantes em decorrência das invasões. “Ateiam fogo na mata, cortam os troncos das árvores. É um desmatamento muito triste. Já estava sendo criada uma infraestrutura e demarcações para futuras edificações no local, mas a equipe agiu para inibir a irregularidade”.

O trabalho de contenção de invasão é feito constantemente pelos agentes de fiscalização em todos os bairros. Porém, as denúncias dos munícipes auxiliam muito nesse trabalho, principalmente aos finais de semana e fora do horário administrativo. “As denúncias feitas pelos munícipes são fundamentais para coibir as construções irregulares e o desmatamento ambiental. Por isso, sempre pedimos a colaboração de todos”, afirma o Chefe de Seção de Contenção de Invasão, Marcos Roberto de Macedo.

Denúncias – As denúncias podem ser feitas no canal da ouvidoria, no telefone 3496-2281 (opção 1) e no 162; no canal da Guarda Civil Municipal, no telefone 153; ou no telefone 34962276 da Contenção de Invasão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *