Nutty Bavarian lança Programa de Venda Direta para MEI

Por meio do programa o MEI poderá abrir uma loja online da Nutty Bavarian e vender os produtos da marca pelo delivery, via aplicativos

Se tem uma palavra que ficou em evidência nesses tempos de pandemia é, reinventar. Enxergar novas oportunidades quando a maioria só vê crise é a melhor forma de se reinventar. É o que está fazendo a Nutty Bavarian, rede de franquias especializada em nuts glaceadas.

Com operações, tradicionalmente, em shopping centers e aeroportos, com a pandemia a marca começou a testar novos formatos de venda para seus produtos e acaba de criar o Programa Venda Direta.

Trata-se de um modelo de venda por meio de revendedores tradicionais (porta a porta) e venda direta digital, no qual as pessoas se cadastram como Microempresário Individual (MEI) e poderão vender os produtos da marca pelo delivery, via aplicativos como iFood, Rappi e Uber eats. Tem ainda uma opção por meio de restaurantes, docerias e sorveterias, no qual os estabelecimentos podem incluir os produtos da Nutty Bavarian em seus cardápios de delivery, como um produto adicional.

Inicialmente, serão cadastradas dez pessoas para testar o modelo. Após o cadastro, que poderá ser feito pelo site da própria empresa, no campo venda direta, o candidato receberá material com informações sobre os produtos e manual de vendas, com todas as orientações da marca.  A expectativa é ter cerca de 40 microempreendedores neste novo canal até o fim do ano.

Depois de aprovado, o MEI deve efetivar um primeiro pedido padrão, na própria empresa, com os seis sabores principais já industrializados, nos tamanhos zips de 150 gramas e flowpacks de 30 gramas, amêndoas glaceadas, Mix glaceado, Mix Premium glaceado, Amendoim glaceado, Amêndoa Barbecue, Mix Passas (natural) e o Mix glaceado no zip de 400 gramas. A partir daí, já é possível abrir uma loja online da Nutty Bavarian e começar a vender. A empresa dará todo o suporte no processo.

De acordo com Adriana Auriemo, sócia-diretora da Nutty Bavarian, em função do momento delicado que estamos vivendo, muitas pessoas perderam o emprego. “Com esse programa queremos levar a oportunidade para essas pessoas recuperarem ou complementarem sua renda, além de pulverizar nossa micro distribuição e vendas, usando um canal que consideramos ter muito potencial”.

Novos formatos de negócios começaram em 2020

Desde o ano passado, a Nutty Bavarian tem investido em novos formatos para seu negócio. A marca começou a vender suas castanhas prontas para consumo em embalagens especiais, em hotéis, lojas de conveniência, drogarias e supermercados.

A empresa também ampliou uma frente B2B, que fornece as castanhas como matéria-prima para outras empresas da indústria de alimentos, de marcas de chocolate a sorveterias.

Em outro modelo de parceria B2B, marcas como a Tradicional Bolos passaram a ofertar para seus clientes em seus canais no iFood as castanhas da Nutty Bavarian.

A rede intensificou a abertura de quiosques em novos locais – fora de shopping centers e aeroportos, pontos tradicionalmente ocupados pela marca. Foram inaugurados quiosques no Parque do Ibirapuera, ciclo via do Rio Pinheiros, dentro da Telhanorte, da Petz e da Vestcasa. Além disso, inaugurou sua primeira loja de rua em fevereiro, localizada no bairro da Vila Olímpia, na zona sul da capital paulista.

A loja de rua conta com um mix maior de produtos, se comparada aos tradicionais quiosques da rede, tem mais itens para presente e espaço de cafeteria, onde o cliente poderá consumir localmente produtos feitos com as castanhas da marca.

Quiosque Nutty Bavarian

Investimento inicial: R$ 99 mil (quiosque montado, incluindo capital de giro)

Faturamento médio mensal: R$ 32 mil

Prazo de retorno: de 12 a 18 meses

Taxa de lucratividade: de 12% a 15%

Contato: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *