Guarda Ambiental de Praia Grande realiza a apreensão de pássaros silvestres

Dois homens foram conduzidos para o DP e responderão por crime ambiental

A Guarda Ambiental, que integra a Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande, realizou mais uma importante operação ao flagrar a manutenção de pássaros silvestres que eram mantidos de forma irregular em cativeiro localizado em uma residência no Bairro Princesa. Após avaliação da equipe da Aiuká Consultoria em Soluções Ambientais, ocorreu a soltura dos animais. Dois homens que estavam no local foram conduzidos a Delegacia de Polícia e responderão processo por crime ambiental.

A operação ocorreu no último dia 21, na Rua Maria Domingas Santos Reis, no Princesa. Ao chegarem no local, a equipe da Guarda Ambiental encontrou 12 gaiolas e armadilhas. No total, 16 pássaros foram apreendidos das seguintes especiais: Sporophila caerulescens (coleirinho), Saltator similis (trinca-ferro) e Sicalis flaveola (canário da terra).

Chamou a atenção dos guardas que o pássaro trinca-ferro portava uma anilha Sispass (Sistema de Controle e Monitoramento da Atividade de Criação Amadora de Pássaros). Após constatação de adulteração do selo público, o material foi retirado e encaminhada ao Sistema de Controle e Monitoramento da Atividade de Criação Amadora de Pássaros – Santos (CTRF- 3).

Após a avaliação criteriosa da equipe da Aiuká, que realizou diversos exames e testes nos animais, ocorreu o momento especial da operação. Os pássaros silvestres foram devolvidos para a natureza. A soltura foi realizada na área do Parque Piaçabuçu, uma das principais áreas verdes de Praia Grande.

Atuação – O Setor Ambiental (Sepam) da GCM de Praia Grande completou onze anos de atividades em 2020 e desenvolve importante trabalho na Cidade, não apenas no resgate de animais, mas principalmente na contenção de invasões e consequente preservação ambiental. Além do material humano altamente capacitado para atuar na área ambiental, a tecnologia também tem sido um forte aliado do setor, inclusive com a utilização de drones e sistemas de georreferenciamento.

Denúncias sobre desmatamento de áreas, descarte irregular de resíduos da construção civil e acionamento para resgate de animais silvestres podem ser feitas pelos telefones 199 e 153.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *