Escuta Especializada contra violência doméstica já está disponível em Itanhaém

PREVENÇÃO – Localizado dentro do CREAS, o principal objetivo é identificar e garantir a proteção em casos de violência contra a vítima que tem seus direitos fundamentais violados.

A cidade de Itanhaém através do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), em parceria com a DDM (Delegacia de Defesa da mulher), começou a  oferecer o atendimento de “Escuta Especializada” um serviço que tem como objetivo garantir a proteção e o cuidado da vítima.

A Escuta Especializada é feita por profissionais de Assistência Social do município, através de um ambiente adequado e seguro, localizado dentro do CREAS e tem como principal objetivo, identificar e garantir a proteção em casos de violência contra a vítima que tem seus direitos fundamentais violados.
Entre esses direitos estão a prevenção de:
➢ Violências que ocorrem na própria família da pessoa, a exemplo do abandono, negligência, violência física ou violência psicológica.
➢ Discriminação por raça/cor e etnia, gênero, idade, identidade de gênero, orientação sexual, deficiência.
➢Abandono e maus-tratos com a criança
➢ Trabalho infantil.
➢ Afastamento ou rompimento do convívio familiar.
➢ Cumprimento de Medidas Socioeducativas: Duas modalidades são acompanhadas pelas equipes do CREAS: Prestação de Serviços à Comunidade e Liberdade Assistida.
➢ Violência Sexual (tanto o abuso, quanto a exploração sexual).
➢ Dependência de cuidados por causa da idade (para pessoas idosas) ou por causa de deficiência (para pessoas de qualquer idade).
Quando a vítima deve procurar a Escuta Especializada?
*Quando se sentir constrangida ou ameaçada por questão de violência física ou psicológica.
*No momento em que desconfiar de algum comportamento incomum do filho menor de idade, como por exemplo, mudança brusca de comportamento ou isolamento social.
*Até mesmo quando houver restrições de convívio ou imposições de atividades do dia a dia.


Segundo a Assistente Social Silvana Rodrigues A prevenção é o melhor caminho para evitar tragédias dentro da família. Porém quando a violência está ocorrendo, o melhor é procurar ajuda o quanto antes o atendimento da Escuta Especializada dentro do CREAS, lá a pessoa será atendida por profissionais capacitados em ouvir os relatos e poder dar um direcionamento adequado.


O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) é uma unidade pública da Assistência Social que atende pessoas que vivenciam situações de violações de direitos ou de violências e atua em conjunto com as Secretarias de Segurança Pública, Saúde, Educação Conselho Tutelar, Conselho de Direitos, Ministério Publico e a Justiça.


No CREAS são realizados atendimentos especializados de forma individual ou em grupo que envolvem atividades coletivas e comunitárias. Além disso, no CREAS também é realizada orientação sobre acesso a benefícios e programas da Assistência Social e de outras políticas públicas e são fornecidas informações para defesa de direitos.


Agora caso a mulher tenha sofrido qualquer tipo de agressão física ou psicológica, deve procurar o mais rápido possível a DDM ( Delegacia de Defesa da Mulher) do município.


Conforme a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a DDM é uma delegacia especializada no atendimento a mulheres vítimas de violência física, moral e sexual. Desde o final de dezembro de 2020 a Delegacia de Defesa da Mulher de Itanhaém passou a funcionar e também pode atender casos de violência contra crianças e adolescentes vítimas desses crimes.

Com a Lei Maria da Penha, criada em agosto de 2006, ocorreram mudanças importantes no atendimento. Além de instituir novas formas de reduzir a violência contra a mulher, a lei criou providências mais rápidas para o tratamento dos casos.


CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social
Dalton Miller Pessoa, 120 – Jd. Umuarama
Telefone: (13) 3427-7853
Horário de atendimento: 8 às 17 horas
DDM (Delegacia de Defesa da Mulher)
Rua Leopoldino de Araújo, 167, Centro de Itanhaém

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.