Itanhaém pede que população autorize a entrada de agente de endemias

PRECAUÇÃO – População também deve colaborar fazendo a sua parte e não deixando água acumulada em recipientes que possam servir de criadouros

Não é de hoje que os serviços de combate à dengue seguem constantemente na Cidade. As visitas casa a casa com os agentes de endemias acontecem diariamente, principalmente em regiões consideradas estratégicas e de potencial de acúmulo de criadouros do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. No entanto, os profissionais da saúde ainda encontram dificuldades e resistência da população. Somente no último ano, 21.774 residências foram visitadas, sem enumerar a quantidade de denúncias realizadas por munícipes.

Tais dificuldades acabam por impedir um rápido desenvolvimento do combate. Na dúvida, recomenda-se entrar em contato pelo telefone 3422-1944, para averiguar a veracidade do nome do funcionário, Registro de Cadastro (RC) e qual a região de cobertura.

Além do mais, todos devem comparecer às vistorias devidamente identificados por crachás e uniformes, para orientar a população sobre os procedimentos corretos que devem ser tomados em casa. O itinerário das visitas contempla residências de diferentes regiões do Município. Durante a vistoria nas casas, é feita a distribuição de materiais informativos para reforçar a conscientização dos proprietários dos imóveis.

Por incrível que pareça, o maior índice larvário é em residências com moradores fixos, embora os imóveis de turistas também sejam criadouros do inseto. Em caso de denúncia, a Secretaria envia uma equipe até o local. Constatada a situação, será encaminhada uma notificação ao proprietário do imóvel e, caso haja descumprimento à solicitação, o dono do imóvel estará sujeito à multa, entre R$ 500 e R$ 5 mil, conforme determinada na Lei Nº 3.364.

É essencial colaborar fazendo a sua parte e não deixando água acumulada em recipientes que possam servir como focos. Para que o bloqueio seja efetivo, pequenos detalhes fazem a diferença.

DICAS PARA EVITAR A PROLIFERAÇÃO

Mantenha a caixa d’água sempre fechada com tampa adequada; remova folhas, galhos e tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas; não deixe água da chuva acumulada sobre a laje; lave semanalmente por dentro com escovas e sabão os tanques utilizados para armazenar água; mantenha bem tampados tonéis e barris d’água; encha de areia até a borda os pratinhos dos vasos de planta; se você tiver vasos de plantas aquáticas, troque a água e lave o vaso principalmente por dentro com escova, água, sabão pelo menos uma vez por semana; guarde garrafa sempre de cabeça para baixo; entregue seus pneus velhos ao serviço de limpeza urbana ou guarde-os sem água em local coberto; coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada; e não jogue lixo em terrenos baldios.

VAI VIAJAR?

Saiba como proteger a sua residência em casos de curtas ou longas viagens. Certifique de verificar se a caixa d’água está bem tampada; limpe a bandeja coletora de água do ar condicionado; limpe as calhas; tampe os ralos e abaixe as tampas dos vasos sanitários; limpe a bandeja externada geladeira; cubra a piscina; recolha e condicione o lixo do quintal e deixe as lixeiras bem tampadas; limpe e guarde as vasilhas dos bichos de estimação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.