1win kazino glory-casino pin-up 1win pin-up pin-up
Empresas e Negócios

Ex-vendedora de salgados fatura 10 vezes mais ao virar criadora de conteúdo adulto

“Fui dormir sem um real na conta e quando acordei tinha feito R$ 4 mil”, disse ela

Bahala Sudan mudou de vida ao entrar no universo dos produtores de conteúdo adulto. Em uma entrevista ao Splash, do UOL, a ex-vendedora de salgados revelou que começou a faturar 10 vezes mais ao investir na nova carreira. 

Segundo Bahala, a ideia de vender salgados na praia surgiu após ela se decepcionar com o mercado de trabalho, afinal, ela enfrentou situações de assédio “em todos os empregos que tive”. 

Porém, a vida como comerciante também não era fácil: “Trabalhava todos os dias do mês, trinta dias acordando cedo e encarando o sol escaldante. Só conseguia vender 40 salgados por vez porque não aguentava o peso. Não tinha folga e nem final de semana, mas era melhor. Precisava fazer um bom dinheiro na alta temporada porque chegava a ponto de passar necessidade nos meses mais frios. Foi uma época sofrida”. 

Foi aí que ela descobriu os sites de conteúdo adulto – como o OnlyFans e a Privacy – através de uma amiga. Após criar um perfil e começar a gravar vídeos sensuais, Sudan passou a faturar R$ 30 mil por mês, dez vezes mais do que ganhava quando trabalhava na praia. 

“Nunca tinha feito fotos sem roupa, achava que não ia conseguir faturar muito, mas ainda assim decidi tentar”, comentou Bahala. “Sempre fui exibicionista. Antes de tudo, estudei por uma semana as plataformas, montei uma estratégia e divulguei nas redes sociais. Foi uma surpresa! Fui dormir sem um real na conta e quando acordei tinha feito R$ 4 mil. Foi aí que decidi parar de vender na praia”. 

No fim, a vida de criadora de conteúdo também possibilitou com que ela investisse em outras paixões, como a carreira de DJ. 

“Já tinha essa vontade e percebi que poderia conciliar as duas coisas. Aprendi muito, toquei em festivais e até no Uruguai. Hoje vivo de conteúdos adultos e da música. Estou mais feliz, realizada e nunca mais tive que admitir assédio”, afirmou ela. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1win mexico