Praia Grande contará com segundo Conselho Tutelar

Com a medida, Cidade dobrará o número de conselheiros tutelares

A Prefeitura de Praia Grande dá um importante passo com o objetivo de garantir os direitos das crianças e adolescentes. O Município contará, a partir do próximo ano, com mais uma unidade do Conselho Tutelar, totalizando duas. Desta forma, a Cidade dobrará o número de conselheiros de cinco para dez.

O edital com todas as informações para inscrição para a eleição dos conselheiros será publicado nos próximos dias em veículos de imprensa da Região. O material também ficará disponível no saguão do Paço Municipal, localizado na Avenida Presidente Kennedy, nº 9.000, Bairro Mirim. O pleito ocorrerá em outubro. O mandato será de quatro anos.

O prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, explicou que, na prática, o território da Cidade será dividido em dois, fazendo com que cada Conselho fique responsável pelo atendimento em sua respectiva região. “Com a implantação do segundo Conselho a Cidade aumentará a cobertura de atendimento. Às vezes, esse adolescente tem problemas familiares, algo relacionado a drogas ou bebida dentro da família, ou ainda questões sociais do ponto de vista econômico. Com esta ampliação, o acompanhamento será mais ágil”.

Mourão explicou ainda que a Administração Municipal implantará também um sistema interligado para a detecção e acompanhamento de casos de abuso e violência contra adolescentes e crianças, o que propiciará uma atuação conjunta entre os setores envolvidos neste trabalho. “Vamos utilizar a tecnologia. Atendendo a legislação, estamos mudando a dinâmica dos Conselhos. Os conselheiros terão que alimentar com dados esse sistema e fazer a interligação com outros setores, como o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Saúde, Educação e a Assistência Social”.

Com os dados registrados, será possível uma análise mais aprofundada por parte da Administração Municipal para que a Cidade possa aprimorar as políticas públicas existentes voltadas a este público. “Será possível ainda criar uma interface, após análise dos nossos técnicos, com o Ministério Público para uma atuação ainda mais eficiente”, analisou o prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.